Campanhas de shopping são comumente encontradas em contas de Google Ads e se trabalhadas com os produtos certos, podem entregar um ótimo resultado sem muito esforço. Pensando nisso, a Google disponibilizou em 2018 a campanha inteligente do shopping, ou no inglês, smart shopping campaign.

O intuito dessa campanha é garantir que passemos mais tempo no planejamento estratégico da conta do que em atividades operacionais, como ajustes de lance, remoção de termos de pesquisa, inclusão de públicos-alvo, entre outras.

A ideia principal do shopping inteligente difundida pelo Google é otimizar o valor de conversão entregando os anúncios no lugar certo, na hora certa e para as pessoas certas.

Como funciona a campanha inteligente de shopping?

A campanha inteligente de shopping combina o shopping padrão, o remarketing dinâmico na rede de display, além de anúncios no Youtube e Gmail e os entrega de acordo com o comportamento do cliente.

Nela, você não controla o lance e não consegue utilizar a segmentação por local, fazendo com que a campanha circule no país todo. Além disso, também não é possível remover termos de pesquisa, adicionar públicos-alvo ou criar novos grupos de anúncios.

Porém, é permitido selecionar quais produtos serão vinculados à campanha de acordo com “tipo de produto”, “marca”, “rótulos personalizados”, entre outros atributos provenientes do feed de dados do Merchant Center.

Mas fique tranquilo, pois todas as “limitações” da campanha são compensadas pelo aprendizado de máquina do Google. Pode-se dizer que o conceito do shopping inteligente se baseia na otimização constante, coletando dados em cima das pesquisas e intenção dos usuários e aplicando-os na campanha em tempo real.

Hora do exemplo

Após um mês de campanha ativa, o Google percebe que um determinado produto da sua loja teve uma grande quantidade de cliques, mas nenhuma conversão. Logo, a inteligência de máquina percebe que esse produto não é proveitoso para você e passa a reduzir a exibição dele com o intuito de diminuir o prejuízo que ele possa estar causando para a conta.

Sim, a campanha inteligente de shopping não faz otimizações muito diferentes das quais você faria se tivesse controle total dela, porém, trabalhar com o aprendizado de máquina permite que ela analise diversos sinais simultaneamente para decidir a melhor ação a ser tomada.

Requisitos

Toda campanha ou estratégia de lance automatizada do Google Ads necessita de um certo histórico antes de ser aplicada e com o shopping inteligente não é diferente. O Google recomenda que você possua, no mínimo, 20 conversões nos últimos 45 dias em campanhas do shopping antes de criar uma smart shopping campaign.

Após a criação da campanha, o Google recomenda um prazo de aprendizagem de 15 dias, período esse em que não deverão ser realizadas alterações na mesma. Com isso, só após esse estágio, deverá começar a avaliação do resultado da campanha.

Além das terras do shopping

Por também ser exibida na rede de display, a campanha inteligente do shopping possui algumas configurações extras em comparação ao shopping padrão. Primeiramente, você precisará incluir uma imagem que represente sua loja, além de um título curto de 25 caracteres e um título longo e uma descrição, ambas com 90 caracteres.

Essa configuração se faz necessária pelo fato de existirem diversas visualizações dos anúncios na rede de display. Num determinado momento, a campanha se encarregará de realizar o remarketing dinâmico exibindo seu inventário de produtos e em outra situação, será possível visualizar o anúncio com imagem e texto ou somente texto.

Tratando-se desse tipo de campanha, o remarketing dinâmico costuma ser exibido com maior frequência em comparação as outras visualizações.

O resultado é bom?

Como qualquer outro tipo de campanha no Google Ads, a smart shopping campaign não é sucesso garantido em todas as contas. Alguns gerentes de contas do Google apontam uma taxa de sucesso em torno de 80% e em seu vídeo introdutório, o Google afirma que em fase de testes, os anunciantes que utilizaram esse novo tipo de campanha tiveram um acréscimo de 20% no valor total de conversão com um custo similar ao que tinham antes.

Eu mesmo já obtive resultados incríveis com o shopping inteligente, dobrando o ROI de uma conta do setor automotivo de um mês para o outro com o mesmo valor de investimento, porém, já tive casos de insucesso em que a conta foi parar num profundo limbo após a implantação dessa campanha.

Usar ou não usar? Eis a questão!

Não há nenhum problema em testar uma campanha inteligente do shopping, porém, vou listar algumas dicas abaixo que podem te ajudar a evitar que ela se torne um fracasso:

  • Se atente aos dados dos seus produtos: Lembre-se de ter um feed completo com todos os atributos preenchidos corretamente. Quanto maior o número de informações dos seus produtos, mais fácil será o processo do aprendizado de máquina para o shopping.
  • 20 conversões não são suficientes: Se a inteligência artificial do Google exige um histórico de conversões, um histórico ruim pode representar um aprendizado ruim, por isso, dependendo do volume de conversões esperado para a loja, 20 conversões em 45 dias pode não ser suficiente para que a campanha tenha, de fato, sucesso.
  • Tenha uma “gordurinha” na conta: Não saia implantando smart shopping campaigns para todos os lados. Certifique-se de possuir uma verba extra para realizar o teste e não esqueça de avisar o cliente, caso possua, sobre essa nova campanha, afinal, se der errado, é bom que ele não seja pego de surpresa.

Resumindo

As campanhas inteligentes do shopping são uma “mão na roda” para quem deseja investir seu tempo em outras atividades. Com paciência e aplicada de forma correta, ela pode ser fundamental para alavancar os resultados de venda online.


Claudio Junior

Claudio Junior

Formado em Sistemas de Informação e trabalhando com marketing de perfomance há mais de dois anos, adora assistir filmes de super heróis, jogar futebol e acredita que ensinar é a melhor forma de aprendizado.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *